Retrotime: Streets of Rage

Iniciando mais uma seção do blog, a Retrotime! Era uma das minhas grandes vontades quando criei esse blog, falar sobre jogos antigos que fizeram a minha alegria durante a infância e discutir um pouco sobre as características desses games, de como e quando fizeram sucesso (ou não, heh!) e até eventualmente trazer à luz algumas joias perdidas das gerações passadas.

Como o próprio logo dá a pista, a série da vez é um jogo que fez muito sucesso no saudoso Sega Genesis ( Mega Drive aqui no Brasil): Streets of Rage.

Cover do Streets of Rage II para o Sega Genesis (Mega Drive)

Streets of Rage é um jogo do gênero Beat’em up (vulgarmente conhecido como “na rua, descendo o cacete”), o primeiro jogo da série foi lançado em 1991 e fez muito sucesso logo de cara, fazendo com que a Sega optasse pela produção de sua sequência em 1992 e posteriormente a terceira iteração em 1995. Foi sem dúvidas uma dos grandes sucessos da Sega na geração 16-bits e que até hoje deixa saudades nos marmanjos mundo a fora.

Na época do lançamento do primeiro SoR, Beat’em up tinha-se aos montes, várias jogos consagrados apareceram antes tais como Double Dragon, Altered Beast, portanto não bastava escolher fazer um jogo no gênero, necessitava-se sobre tudo de qualidade. Nesse quesito o SoR surpreendeu e muito, o jogo tinha algumas das características que o tornaram de certa forma atemporal, e eu digo qualidades pois foram vários fatores que (obviamente na minha opinião), influenciaram seu sucesso.

A jogabilidade não tinha nada de extraordinário mas cumpria seu papel, era redonda e permitia focar em vários inimigos ao mesmo tempo, evoluiu até atingir seu ápice no SoR3 onde a fluidez e o aumento da velocidade são nítidos. Além disso, pegar objetos no cenário e utilizar como armas, power-ups para serem acionados durante a jogatina e os ‘supers’, introduzidos na segunda versão do game, todos devidamente aprimorados ao máximo na última versão do game.  Pelo padrões de hoje não faz muita diferença, mas pequenos detalhes como a adição em um frame de ataque ou uma animação diferente para um determinado movimento eram ouro a 10, 15 anos atrás, e desses detalhes o jogo está cheio. Era muita atenção dada a eles, como vários golpes distintos para cada personagem, diferentes agarrões e tudo mais. O jogo brilhava por ser um jogo para consoles e não fazia feio em relação as joias de Beat’em up do arcade.

Como vocês podem ver, evolução é clara, vejam nos vídeos abaixo:

Os personagens jogáveis eram uma das grandes diferenças do game, adicionando um nível de replay para cada um deles devido ao estilo diferente de jogabilidade para cada um. Essa característica não era muito visível no SoR, mas a partir do segundo game da série via-se uma diferença grande de um personagem para outro, além de alguns deles esbanjar carisma, como o canguru do SoR3.

Outro ponto que eu não canso de exaltar na série: Arte e trilha sonora. Talvez eu soe um pouco saudosista demais, porém as OST de todos os jogos são absolutamente fantásticas. Era um estilo de música que não era bem abordado nos games da época, uma mistura de experimentalismo com música eletrônica em geral, algumas pitadas de Jazz que curiosamente cairam muito bem no tema bastante urbano do game, tudo feito pelo compositor japonês Yuzo Koshiro e mais tarde Motohiro Kawashima se juntou a ele na idealização da OST do SoR 2 e 3.

Cada uma das iterações da série tem um ‘gosto’ diferente, variando o nuance em cada um, mas é uma daquelas que é obrigatório a jogatina do começo ao fim de todos deles. A sinergia entre jogabilidade, trilha sonora, efeitos sonoros faz da série um must play para todos os players (saudosistas ou não), que sabem apreciar a geração 16 bits de consoles.

Jogando os games online

Graças ao site Vizzed é possível jogar esses clássicos direto do seu navegador. Para jogá-los é muito simples, primeiro baixe o plugin do site nesse link: http://www.vizzed.co/VizzedRgrPlugin-v1.91.msi

Instale-o e reinicie seu navegador e pronto! Existem alguns sites que só necessitam do Java para jogar, mas a qualidade do som é horrível, esse foi o único site que encontrei que emula fielmente os efeitos sonoros e a música.

Para jogá-los:

Streets of Rage: http://www.vizzed.com/playonlinegames/play.php?id=4880

Streets of Rage 2: http://www.vizzed.com/playonlinegames/play.php?id=4881

Streets of Rage 3: http://www.vizzed.com/playonlinegames/game.php?id=4882

Comandos: Os direcionais são as setas do teclado; A = A; B = S; D = C; Start = Enter

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s